tarifa de água

Aumento na tarifa de água em Manaus vai pesar no bolso dos consumidores

A taxa do consumo de água em Manaus aumenta em 24,5% a partir do dia 22 de agosto.

O anúncio foi feito pela concessionária Águas de Manaus.

A Prefeitura acionou a Justiça para impedir a elevação da tarifa, mas o pedido foi negado.

De acordo com a Justiça, o reajuste estava previsto em contrato e a gestão municipal não adotou medidas para reduzir os impactos da correção anual de tarifas.

A autônoma Suelen Gonzaga destaca que o aumento é prejudicial para o orçamento e se torna mais uma dificuldade em meio a crise sanitária.

O economista e colunista da BandNews Difusora, Marcus Evangelista, afirma que o aumento é impactante nas finanças da família, principalmente quando se trata de itens básicos, como a água. Evangelista destaca que um dos caminhos para amenizar os impactos no orçamento é a economia no consumo. O economista lembra, ainda, que em um momento de instabilidade econômica, o consumidor pode planejar melhor o orçamento fazendo pesquisa de preço.

Em nota, a Água de Manaus afirma que o aumento de 24,5% na tarifa de água visa apenas manter a atualização monetária e não representa ganhos para a concessionária. O reajuste foi calculado com base no Índice Geral de Preços de Mercado da Fundação Getúlio Vargas.

De acordo com a empresa, os clientes em situação de vulnerabilidade vão seguir assistidos com a tarifa social, que concede 50% de desconto no valor das faturas.

A Águas de Manaus ainda afirma que segue aberta ao diálogo com a prefeitura, em busca de uma solução para a questão.

Ouça este conteúdo:

Reportagem: João Felipe Serrão
Foto: Reprodução Internet
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email