Construção Civil

Custo da construção civil no AM registra maior aumento na série histórica

Construir está mais caro no Amazonas. Segundo o Índice Nacional da Construção Civil – pesquisa realizada pelo Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil  – nos últimos 12 meses, o acumulado registra um aumento 17% – a maior elevação na série histórica da pesquisa.

INCC – o Índice Nacional de Custo da Construção – é um cálculo feito para medir os valores de uma obra, ainda quando na planta.

O custo da construção por metro quadrado, em maio, havia fechado em R$ 1.328 e em junho, passou para 1.349,11.

O presidente do Sindicato da Industria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon), Frank do Carmo, explica os motivos que elevaram os custos da construção civil. Ele afirma que a previsão é de que os próximos meses novos reajustes sejam aplicados.

“[Os motivos] continuam sendo a subida desses materiais e a escassez dos mesmos. Tinha-se uma previsão de que até o primeiro semestre, os valores desses produtos estariam mais estáveis, principalmente ‘puxados’ por alguns produtos como o aço, o cobre e produtos ligados a PVC. No entanto, o que se vê é que o consumo desses produtos continuam aumentando, elevando os preços e gerando a escassez deles”, explicou o presidente do Sinduscon.

De acordo com a Sinduscon, os produtos que mais apresentaram alta no valor foram aço, cimento, areia, brita, pvc’s e cobre.

Para o economista, Renan Silva, apesar da pandemia ter reduzido a atividade industrial, atualmente, o movimento tem apresentado sinais de melhora.

“Temos uma injeção de investimentos, por conta dessa atividade econômica mais intensa, aumento da confiança e naturalmente, a utilização da capacidade instalada deve subir, gerando mais emprego. No último semestre de 2021 podemos esperar a redução do desemprego de forma mais intensa”, afirmou o economista.

A alta no custo médio da construção civil do Amazonas, de 1,54%, obtida em junho de 2021, na comparação com o mesmo período do ano passado, colocou o Estado em 14º lugar do país com maior aumento.

Ouça este conteúdo:

Reportagem: Tawanny Costa
Foto: Pexels