Adolescentes envolvidos em crimes

Aumenta o número de adolescentes envolvidos em crimes no primeiro semestre de 2021

No Amazonas, cerca de 537 adolescentes envolvidos em crimes são apreendidos no primeiro semestre deste ano. Os dados são da Polícia Militar.

As principais causas são o tráfico de drogas, seguida pelo roubo, furto, lesão corporal e vias de fato, que são atos agressivos de provocação praticados contra outro indivíduo.

Por trás dos números, histórias de jovens em conflito com a lei. O jovem de 18 anos, entrevistado, começou cedo com as atividades criminosas. Ele não será identificado.

“Quatro assaltos à mão armada, duas tentativas de homicídio, porte ilegal de arma de fogo e formação de quadrilha. Para entrar nessa vida é mole, para sair que é difícil. Eu entrei com 11 anos de idade com a perda da minha mãe. Eu não tive mais o auxílio da minha mãe, que era a única família que eu tinha, não tinha pai também” disse o jovem.

O número de apreensões de menores passou de 3 mil nos últimos dois anos só em Manaus.

Em todo o ano passado, foram 901 adolescentes apreendidos pelos policiais, uma queda de 52% em relação aos 1.890 no ano anterior, 2019. Na época, o número foi 16% superior ao registrado em 2018.

Na avaliação da antropóloga, Alba Zaluar, faltam políticas públicas de apoio social voltadas à juventude. Muitos crimes cometidos por menores estão relacionados à condição social e familiar:

“20% desses jovens não estuda, não trabalha e não procura emprego. Portanto, esses são um exercito reserva para os traficantes que podem chamá-los a qualquer momento”, afirmou a antropóloga.

Conforme a Lei, infratores maiores de 18 anos são presos, já os menores de 18 são apreendidos. Eles serão acolhidos por alguma instituição para serem reeducados e voltar à sociedade.

Reportagem: Guilherme Guedes
Foto: Reprodução/Internet