Denúncias de perfis fakes aumentaram em 117%

Aumenta em mais de 117% o número de denúncias relacionadas a perfis falsos

Os aplicativos e as redes sociais possuem mecanismos de proteção para que o usuário denuncie perfis fakes. Mesmo assim, os criminosos agem e causam sérios transtornos às vítimas.

Entre janeiro e junho de 2020 e o mesmo período de 2021, as denúncias de perfis falsos na internet cresceram 117,8% no Amazonas. Foram 264 ocorrências no ano passado. Já neste ano ano, os registros chegaram a 575. Uma média de três reclamações por dia em Manaus.

Os números foram divulgados nessa terça-feira (31) pela Secretaria de Segurança Pública, SSP.

Uma vítima desse crime, que pediu pra não ser identificada, relata que descobriu quem criava perfis com o nome dela e procurou a polícia: “A pessoa criava perfis fakes justamente para tentar me atingir de alguma forma, até que um dia eu fui aconselhada a ir até a delegacia dar parte e nunca mais aconteceu”, afirmou.

De acordo com a Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), a maior parte das ocorrências tem relação com o crime de difamação, mas também há casos de aplicação de golpes por meio das contas falsas na internet.

A advogada Gabriela Burke fala sobre esse tipo de crime dentro do código penal do Brasil:

“O artigo 307 determina que atribuir a si ou a terceiro falsa identidade para obter vantagem em proveito próprio ou alheio, ou causar dano a outrem é sim contra a fé pública”.

Segundo o advogado Jander Silva, outros crimes são atribuídos a quem faz o uso de perfis falsos: “A pessoa responde dentro da esfera civil por danos morais e dentro da esfera penal, ela responde por falsidade ideológica, que pode culminar em penas”, apontou.

O registro de Boletins de Ocorrência (BO) de falsa identidade na internet relaciona os perfis falsos à práticas ilícitas. O delegado-adjunto da Especializada em Crimes Cibernéticos, Rafael Montenegro, orienta as vítimas a armazenarem o máximo de provas para facilitar as investigações:

“Prints de tela, impressões, testemunhas – se for o caso, isso tudo abarcamos como prova.”

Abrir uma conta nas redes sociais é simples. Isso serve de alerta para todos que usam a internet no dia a dia. É preciso se resguardar e ter atenção máxima na hora de trocar informações de rotina e dados pessoais.

O registro de BO pode ser feito pela internet, por meio da página da Delegacia Virtual, no www.delegaciavirtual.am.gov.br

O cidadão também pode ir a Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), que funciona no prédio da Delegacia-Geral da Polícia Civil, na avenida Pedro Teixeira, Dom Pedro, em frente ao Sambódromo.

Reportagem: Álex Ferreira
Foto: Pexels