Ambulantes serão retirados do centro de Manaus em ação de reordenamento

Ambulantes serão retirados do centro de Manaus em ação de reordenamento

Reportagem: Gabrielle Moura

Continua a reclamação de quem frequenta o centro de Manaus sobre vendedores ambulantes que tomam o espaço das calçadas e geram riscos para quem pega o transporte coletivo, por colocarem bancas no meio da rua. No último mês, a BandNews Difusora FM levou ao ar reportagem sobre o tema.

Registro do cadastramento ocorrido na Praça da Matriz, nessa quarta-feira (16). (Foto: Arquivo/BandNews Difusora FM)

Após isso, foi iniciada a “Operação Nosso Centro”, que tem o objetivo de reordenar os ambulantes naquela área da cidade e realocar os imigrantes em um espaço que está sendo preparado para esse fim.

As vias que estão sendo ordenadas são Av. Eduardo Ribeiro, Sete de Setembro, Praça da Matriz e entornos. Quase 100 vendedores imigrantes, como venezuelanos e haitiano, devem ser realocados, saindo das ruas do centro.

O anúncio do novo espaço foi feito pelo secretário da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semmac), Renato Júnior. (Ouça)

A venezuelana Joice Lissab está em Manaus há 3 anos e atua como vendedora ambulante de sandálias na área central. Ela diz que a expectativa de ter um local pra ficar vai gerar mais vendas pra ela. (Ouça)

Segundo dados da prefeitura, 800 vendedores permissionários são cadastrados e pagam uma taxa para a pasta municipal afim de se manter no centro.

O subsecretário da Semacc, Wanderson Costa, fala que os vendedores que atuam de forma irregular serão alinhados e a operação deve durar por 15 dias. (Ouça)

A “Operação Nosso Centro” conta com o apoio da Semulsp, Implurb, Guarda Municipal, Semasc, IMMU e Polícia Militar do Amazonas.