Siga nossas redes sociais

AM tem alerta de risco maior de contágio de doenças no período da vazante

De acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-RCP),

por Clara Toledo Serafini

AM tem alerta de risco maior de contágio de doenças no período da vazante

De acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-RCP), de janeiro a setembro deste ano, foram registrados 167.815 casos de doenças diarreicas agudas no estado.

Já no cenário de hepatites virais, de janeiro a julho de 2022, foram registrados 31 casos. Ainda no estado, não há casos registrados de febre tifoide em 2022. Já a cólera não apresenta ocorrência no estado desde 1999.

Segundo o chefe de Departamento de Vigilância Epidemiológica da FVS-RCP, Alexsandro Melo, as ações de prevenção dessas doenças foram mantidas de forma intensificada desde o início da cheia. Dentre as medidas, está a distribuição de hipoclorito de sódio para purificar a água de consumo humano.

A recomendação é que a população atualize a carteira de vacinação, para prevenir as doenças e estabilizar os casos. Além disso, a Fundação vem disponibilizando sais de reidratação oral e orientando a população quanto ao preparo do soro caseiro.

No mês de outubro, foi divulgada uma nota técnica de alerta sobre a estiagem dos rios no Amazonas e a importância de ações de preparação e resposta das secretarias municipais de saúde.

Da redação

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress