Secretário de saúde alerta para surto de covid se vacinação não avançar

AM pode ter novo “surto grave” de covid em janeiro e fevereiro se vacinação não avançar, diz secretário de Saúde

O secretário de Saúde estadual, Anoar Samad, afirma nesta sexta-feira que um novo “surto grave” de Covid-19 pode surgir entre janeiro e fevereiro de 2022 se a cobertura vacinal não avançar na população do Amazonas.

O gestor fez o alerta durante entrevista nesta sexta-feira (17) ao programa Alta Frequência Manaus, na BandNews Difusora. Anoar Samad fez um comparativo do mês de agosto deste ano com o mesmo período do ano passado, que tem quedas relativas por causa da vacinação com redução de 80% nos casos e 60% nas mortes pelo coronavírus.

Porém, o secretário de Saúde disse que o único diferencial é o imunizante disponível para as pessoas no atual momento, que precisa alcançar o maior número de pessoas:

Em seguida, Anoar Samad fez um apelo para que o público tome a dose de reforço ou segunda e primeira dose da vacina contra a Covid-19:

Nesta sexta-feira e sábado, Manaus realiza o mutirão Vacina Amazonas, promovido pelo governo, para aplicação da terceira dose em idosos acima de 70 anos e público em geral que está no prazo para tomar a segunda dose.

Vacina Amazonas

Para a nova edição do mutirão Vacina Amazonas, realizado nesta sexta-feira (17) e no sábado (18), o governo do estado montou três novos postos de vacinação em bairros da zona norte de Manaus. O reforço tem como intuito intensificar a ação, que visa a aplicação de 2ª dose e de dose de reforço da vacina contra Covid-19.

Nos dois dias de mutirão, a Policlínica João dos Santos Braga, localizada no bairro Cidade Nova; a Escola Estadual (EE) Senador Evandro das Neves Carreira, situada no residencial Viver Melhor 2, no bairro Lago Azul; e o Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Dra. Zilda Arns Neumann, no bairro Colônia Terra Nova, funcionarão exclusivamente como pontos de vacinação para atender a população da zona norte da cidade.

Da redação
Foto: Divulgação/Secom