Com avanço de internações e mortes, AM entra na fase vermelha para transmissão do coronavírus

O Amazonas entrou na fase vermelha (de risco alto) para transmissão do coronavírus, após avanço da variante Ômicron. A mudança foi anunciada pelo Governo do Estado que levou em consideração a alta nos números de casos, internações e até mesmo mortes causadas pela covid-19 no mês de janeiro.

Amazonas registra aumento de internações e mortes por covid e entra na fase vermelha (Foto: Secom)

Segundo a Fundação de Vigilância em Saúde, a taxa de transmissão está em 2,04. Isso significa que 100 infectados podem transmitir o vírus para outras 204 pessoas. A média móvel de casos de Covid-19 por dia, no período entre 1º e 25 de janeiro, apresentou alta de 582% nos últimos 14 dias.

O monitoramento da Covid-19, realizado pela Secretaria de Estado da Saúde, SES, mostra aumento de 481% nas hospitalizações tendo a Covid-19 como causa primária em janeiro, no comparativo ao mês de dezembro de 2021. O aumento de mortes pela doença foi de 85% nos primeiros 25 dias de 2022, comparado a dezembro do ano passado.

Nessa quarta-feira, o Amazonas teve 6.266 novos casos de Covid-19 confirmados e o registro de 6 mortes pela doença. Conforme o boletim da Fundação de Vigilância em Saúde, FVS, o Estado tem agora 509.128 casos da doença. O número de mortes chegou a 13.908 desde o começo da pandemia.

O boletim acrescenta que 52.387 pessoas com diagnóstico de Covid-19 são acompanhadas pelas secretarias de saúde dos municípios.