Ações são intensificadas no terceiro dia de buscas por desaparecidos no Vale do Javari (AM)

Ações são intensificadas no terceiro dia de buscas por desaparecidos no Vale do Javari (AM)

(Foto: Divulgação/Exército Brasileiro)

A Marinha do Brasil informou que na manhã desta terça-feira (7) as buscas pelo indigenista da Funai, Bruno Araújo Pereira, e pelo jornalista inglês Dom Phillips, ganham reforço de um helicóptero, duas embarcações e uma moto aquática, que estarão à disposição dos militares que realizam as operações.

O indigenista e o jornalista estão desaparecidos desde domingo (5) na região do Vale do Javari, terra indígena no extremo oeste do Amazonas. A informação foi inicialmente divulgada pela União dos Povos do Vale do Javari, a Univaja.

Segundo a Univaja, Bruno e Dom Phillips desapareceram enquanto se deslocavam de comunidades ribeirinhas para o município de Atalaia do Norte. Eles estavam sendo ameaçados antes da ocorrência. A própria instituição iniciou as buscas ainda no domingo.

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas informa que na manhã desta terça também enviou reforço para a equipe que integra uma força tarefa responsável por buscas da região do desaparecimento. Segundo a SSP, são 20 agentes, ao todo. O governador Wilson Lima anunciou ainda nessa segunda-feira (6) que o reforço seria enviado.

Ainda nessa segunda-feira (7), a Polícia Federal identificou duas pessoas suspeitas de terem tido contato com Bruno Pereira e Dom Phillips antes do desaparecimento. A PF confirmou que elas foram encaminhadas para a Polícia Civil para serem ouvidas e ressaltou que ninguém foi preso ainda. A PF e a Funai anunciaram que apuram o caso, mas não divulgaram mais informações.

A União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja), divulgou que está envolvida nas buscas e que vai divulgar boletins ao meio dia de hoje e às cinco da tarde para informar a sociedade.

Da redação