Siga nossas redes sociais

Academia é condenada a pagar R$ 20 mil por discriminar cadeirante em Manaus

por carlao

Uma academia é condenada pela Justiça por não aceitar um cadeirante como aluno. A unidade está localizada na avenida Constantino Nery, na zona centro-sul de Manaus. A academia terá que indenizar o homem em R$ 20 mil por danos morais.

De acordo com o processo, depois de pagar a matrícula e enquanto utilizava os equipamentos de musculação, o homem foi abordado por uma funcionária que informou que a academia iria reembolsá-lo “em razão de não o aceitarem por ser cadeirante” e que ele deveria ter a orientação de um personal.

A justiça destacou a flagrante falha na prestação de serviços pela academia. A sentença apontou duas principais irregularidades: a exigência da contratação de um personal trainer foi considerada sem respaldo legal.

Além disso, a academia foi acusada de praticar um ato discriminatório contra o cadeirante, violando o Estatuto da Pessoa com Deficiência.

Da redação.

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress