Siga nossas redes sociais

STJ manda soltar delegado preso após acusar juiz de corrupção no AM

por carlao

O Ministro Ribeiro Dantas, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), concede liminar em habeas corpus e manda soltar Regis Silveira, delegado de Carauari preso após acusar o juiz Jânio Takeda de corrupção. O caso foi no último dia 6.

Na decisão, o ministro do STJ considerou que “não há justificativa razoável para sua prisão preventiva, dadas suas condições pessoais absolutamente favoráveis”.

De acordo com a decisão, o delegado de Carauari “teria se indisposto com o Juiz que o prendeu em suposto flagrante, não possui antecedentes criminais, possui residência fixa, não havendo risco algum de fuga ou indicação de que sua soltura ameace a ordem pública, pelo contrário, já que com sua prisão, ao que tudo indica, a cidade teria ficado sem autoridade policial”.

A defesa do delegado recorreu ao STJ depois do desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos, plantonista, negar habeas corpus ao delegado.

O caso

O caso ocorreu na terça-feira, durante inspeção da equipe do judiciário na Delegacia de Polícia de Carauari, no interior do Amazonas.

Na ocasião, ao receber o juiz, o delegado se dirige até o magistrado, afirmando que ele é “um dos maiores elementos de corrupção da cidade” e diz que o denunciou no Ministério Público do Estado.

Toda a cena foi gravada pelo próprio delegado e exibido nas redes sociais.

Após as acusações, o juiz dá voz de prisão para o delegado, Takeda atribuiu ao delegado os crimes de “desacato, injúria, calúnia, desobediência à ordem judicial, abolição violenta do estado democrático de direito e obstrução ao livre exercício da atividade judiciária”.

Da redação.

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress