Por Ricardo Chaves.

A comissão estadual da federação de Lula, composta pelo PT, PCdoB e PV, definiu que, além de Marcelo Ramos e Eron Bezerra, terá a pré-candidatura de Roberto Cidade à Prefeitura de Manaus. O nome do parlamentar foi apresentado pelo PV, sigla dirigida pelo deputado estadual Carlinhos Bessa.

A ata a qual tive acesso mostra os nomes de Marcelo e Eron e agora também de Cidade. O documento diz que foi feita uma análise e observância ao estatuto e resoluções da federação. No entanto, não diz quais.

“Após análise em observância ao Estatuto e Resoluções da Federação, a Comissão Provisória Estadual decidiu, nos municípios de Manaus, que o PT apoia Marcelo Ramos, o PV apoia o deputado Estadual reeleito Roberto Cidade e o PCdoB indica o nome do filiado Eron Bezerra”, cita em trecho.

Pelo regimento, a decisão do nome do pré-candidato em capitais ou cidades com mais de 200 mil habitantes deve ser da federação nacional em caso em que as legendas não cheguem a um consenso em âmbito local. Dirigentes partidários ouvidos acreditam que a movimentação é liderada por alas do PT e PV favoráveis à candidatura de Roberto Cidade.

Consultado, o presidente municipal do PT, Valdemir Santana, afirmou que a ata da comissão estadual não tem validade já que a decisão compete à federação municipal e em caso de impasse à nacional. “A federação estadual não comanda a municipal. Se o presidente estadual quer apoiar o Cidade, que o faça e saia do partido”, disse em recado endereçado ao presidente estadual do PT, o deputado estadual Sinésio Campos.

“Eu queria que os presidentes estaduais [do PCdoB e PV] falassem abertamente que apoiam o Cidade. Inclusive, o nosso [PT]. É direito dele. É a democracia. Mas ele não tem poder na direção municipal”, afirmou.

“O partido tem uma deliberação nacional de que nosso candidato é o Marcelo Ramos. Na federação municipal, o PT e PV apoiaram o nome do Marcelo e o PCdoB manteve Eron. Esse documento não tem validade, pois quem define isso é a municipal. Além disso, o Marcelo é o candidato do presidente Lula”, declarou.

Desde abril, Marcelo Ramos e Eron Bezerra pleiteiam a vaga. O ex-deputado federal tenta unificar o campo político de Lula desde que se filiou ao partido e tornou-se pré-candidato a prefeito de Manaus Marcelo. O político tem enfrentado dificuldades para unir o grupo, seja na falta de um entendimento com o PCdoB e PV ou com o Psol e a Rede. Foi apenas após uma articulação nacional que o ex-vice-presidente da Câmara conquistou o apoio do PDT do ex-deputado estadual Luiz Castro.

Já Roberto Cidade, apesar de ser do União Brasil, já foi filiado ao PV e conta com o apoio público do presidente da legenda e deputado estadual Carlinhos Bessa. Além disso, o União Brasil é um dos partidos que integra o governo Lula, ocupando três ministérios.

A ata que cita Roberto Cidade agora segue para a comissão municipal e para a federação nacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *