Siga nossas redes sociais

Queimadas urbanas contribuem para Manaus coberta por fumaça; saiba como denunciar

por Rafael Cardoso Campos

Reportagem: Gabrielle Moura

O período é de verão amazônico e a população ainda insiste em fazer queimadas em vegetação nas zonas urbanas da região metropolitana e capital Manaus.

Segundo dados do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas, o número de incêndio em vegetação é de quase 40 até julho deste ano.

O órgão aponta que o maior número é de queimadas em vegetação urbana com 25 registros seguido de incêndio em vegetação com 9 chamadas ao corpo de bombeiros. 

A estudante de odontologia Beatriz Nascimento conta que ao inalar toda a fumaça que acobertou Manaus no fim de semana teve constantes crises de rinite: (Ouça)

Ainda segundo o corpo de bombeiro, Julho teve o maior número de registros com 20 incêndios.

O médico clinico geral Carlos Feitosa fala que fazer uma queimada pode causar sérios prejuízos à fauna e à flora, reduzindo a cobertura vegetal, diminuindo a fertilidade do solo e comprometendo a qualidade do ar e assim a saúde humana, provocando vários tipos de doenças, principalmente respiratórias. (Ouça)

Com o verão amazônico, os índices de desmatamentos e queimadas aumentam.

Para enfrentar esse problema no período do verão amazônico, está sendo realizada desde junho a campanha “Manaus Sem Fumaça”, orientando e educando para que a população não faça queimadas e tenha o comprometimento da qualidade do ar, além de garantir a saúde de todos.

Denúncias sobre queimadas nesse período podem ser feitas para a prefeitura pelo WhatsApp (92-98842-2161).

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress