Promotor que associou advogada a uma cadela tem processo arquivado pelo Conselho Nacional do Ministério Público.

O corregedor do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) Oswaldo D’Albuquerque arquiva o processo contra o promotor de justiça Walber Luis Silva do Nascimento, que chamou a advogada Catharina de Souza Cruz Estrela de cadela.

A medida foi tomada no dia 15 de dezembro e publicada no dia 18 do mesmo mês no Diário Eletrônico do Conselho.

O corregedor argumentou que a ação perdeu o sentido com a aposentadoria de Walber Nascimento, em setembro do ano passado. O promotor, agora aposentado, recebe o mesmo salário de quando atuava: pouco mais de R$ 42 mil.

Em setembro do ano passado, durante uma audiência na 3ª Vara do Tribunal do Júri de Manaus, Nascimento comparou a advogada a uma “cadela”:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *