MPF investiga denúncias de irregularidades em sorteio de moradias populares em Manaus
MPF investiga denúncias de irregularidades em sorteio de moradias populares em Manaus

O Ministério Público Federal confirma que abriu investigação para apurar denúncias de irregularidades no sorteio de contemplados com apartamentos do Residencial Manauara 2. O MPF afirma que está em fase inicial de apuração quanto à suspeita de que servidores da Prefeitura de Manaus, com salários fora da faixa permitida para concorrer à unidades, tenham sido sorteados para receber apartamentos.

O residencial Manauara 2 é um complexo de moradia para famílias de baixa renda. Ele foi inaugurado nessa semana, no bairro Santa Etelvina, na Zona norte de Manaus, com a presença do Presidente Jair Bolsonaro.

Questionada, a Prefeitura de Manaus informou, por meio de nota oficial, que o prefeito David Almeida determinou a exoneração dos servidores comissionados contemplados com apartamentos do Residencial Manauara 2.

A nota diz ainda que o Instituto Municipal de Planejamento Urbano, o Implurb, oficiou nesta sexta-feira (20), a Caixa Econômica Federal para que sejam reavaliadas as contemplações, realizadas em sorteio.

O Implurb ressalta que instaurou processo administrativo para apurar inconsistências e irregularidades nas auto declarações no preenchimento do cadastro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *