O Amazonas entra em estado de emergência fitossanitária devido à praga quarentenária presente na mosca-da-carambola.

A emergência fitossanitária é a medida sanitária adotada para preservação ou defesa dos vegetais.

A medida consta em portaria publicada nesta segunda-feira (13) pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa).

Os estados do Amapá, Pará e Roraima também entraram em emergência fitossanitária.

O Amazonas não tem ocorrência da praga, mas foi incluído na condição em função dos focos detectados em região próxima à fronteira com o Pará e devido ao elevado fluxo de viajantes e produtos provenientes de Roraima.

A declaração de emergência terá validade de um ano e é relativa ao risco iminente de dispersão e os potenciais prejuízos que esta praga pode causar ao setor.

As diretrizes e medidas a serem adotadas para o enfrentamento à situação serão indicadas brevemente em Ato do ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro.

O Brasil é o terceiro maior produtor de frutas do mundo e a mosca-da-carambola é a principal ameaça à manutenção dos mercados de exportação já estabelecidos e em constante expansão da fruticultura.

Atualmente a praga está restrita aos estados do Amapá, Pará e Roraima.

Da redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *