Rosiene Carvalho l Marcelo Ramos anuncia filiação ao PSD de Omar Aziz

Por Rosiene Carvalho (http://www.rosiene.blog.br/)

O vice-presidente da Câmara dos Deputados e deputado federal Marcelo Ramos anunciou filiação ao PSD do senador Omar Aziz para disputar as Eleições 2022. O anúncio foi feito durante a sessão da Câmara desta quinta-feira (3), presidida por Marcelo.

Deputado Marcelo Ramos e Senador Omar Aziz (Foto: Agência Senado)

“Ontem (2), com reunião à noite com Gilberto Kassab e com agora meu líder Antônio Brito decidi pela minha filiação no PSD, que será confirmada na semana que vem. Quero agradecer aos vários partidos com que dialoguei. Meu estado é um estado diferenciado. Tem o quociente de 230 mil votos para 9 candidatos. Portanto, não é nada fácil. Qualquer decisão tem a ver com projeto político, mas também com a possibilidade eleitoral”.

O número de deputados federais da bancada do Amazonas são oito. Gilberto Brito é o líder do PSD na Câmara e foi eleito pelo estado da Bahia. Kassab é o presidente nacional do PSD.

O senador Omar Aziz, que preside o partido no Amazonas, comemorou a filiação do aliado e o chamou de “defensor da democracia”.

“Mais um importante defensor da democracia plena confirmou que vai se filiar ao PSD. O amigo e companheiro de luta Marcelo Ramos anunciou que oficializará a ida ao partido na próxima semana. Como um dos fundadores do PSD e presidente no Amazonas, com muita alegria e muita honra, dou as boas-vindas ao Marcelo, grande político e deputado federal, vice-presidente da Câmara dos Deputados, que somará ainda mais ao trabalho que temos desenvolvido no Congresso Nacional”, afirmou nas redes sociais.

Antônio Brito afirmou, durante a sessão, que o PSD ganha muito com a filiação do vice-presidente do Congresso Nacional, função que Marcelo ocupa por ser vice-presidente da Câmara. Disse ainda que ele é um dos melhores quadros do poder legislativo neste momento.

“Uma figura que todos nós desta casa gostamos e respeitamos. Pode ter certeza que trabalharemos juntos para que o senhor possa realizar todos os seus sonhos”.

Marcelo Ramos estava sem partido desde que se desfiliou do PL, após a sigla filiar o presidente Jair Bolsonaro e seus aliados, duramente criticados pelo deputado amazonense nos últimos meses. Marcelo Ramos conseguiu decisão no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de reconhecimento de justa causa na desfiliação, o que o permitiu troca de sigla sem risco de perder o mandato fora do período da janela da infidelidade.

Desde a desfiliação, Marcelo passou a ser cortejado por várias siglas, com destaque PSD e PSB. Este último articula federação com o PT, PCdoB e PV. Neste campo, há pelo menos duas pré-candidaturas consideradas fortes para 2022: do deputado José Ricardo (PT) e da ex-senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB).

O PSD tem como candidato à reeleição o deputado federal Sidney Leite e não tem pespectiva de federação. Nos bastidores, a informação nos últimos dias era que Ramos e Leite haviam se entendido e que em breve o anúncio da filiação seria feito, o que ocorreu nesta quinta.

O novo partido de Marcelo Ramos tem firmado diálogo, inclusive por meio do senador Omar Aziz, com o PT para apoiar a candidatura do ex-presidente Lula à presidência da República.

A previsão de quociente eleitoral feita por Marcelo Ramos tem tirado o sono de quem vai disputar a vaga de deputado federal porque dificilmente um candidato consegue só alcançar este número de votos e, neste pleito, não serão permitidas coligações entre os partidos. Com isso, algumas siglas avaliam firmar federação como forma de conseguir aumentar chance de eleger deputados federais, parâmetro para acesso ao fundo eleitoral e tempo de TV, e deputados estaduais.

Na sessão, Ramos agradeceu a todos os deputados e deputadas que votaram nele para ser vice-presidente da Câmara dos Deputados, cuja eleição completou exato um ano nesta quinta-feira (3).

“Procurei sempre ter uma atitude correta, leal. Não me afastar um milímetro do regimento e, acima de tudo, do tratamento de urbanidade e lealdade com todos os colegas”.