Siga nossas redes sociais

Manaus está entre capitais com protestos contra PL que equipara aborto após 22ª semana a homicídio

Manaus e outras 5 capitais do Brasil registram protestos contra o projeto da Câmara que equipara o aborto ao crime de homicídio após 22 semanas de gestação.

Na capital amazonense, representantes de movimentos em defesa dos direitos das mulheres se reuniram na noite dessa quinta-feira (13), no Largo de Sebastião, no Centro de Manaus, para protestar contra o Projeto de Lei.

O PL prevê pena de homicídio simples para aborto realizado após 22 semanas de gestação, incluindo gravidez resultante de estupro.

Também houve manifestações em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Florianópolis e Recife.

Aprovado em regime de urgência na quarta-feira (12), o texto vai direto à votação em plenário, sem passar por outras comissões – ainda não há data para análise.

A proposta altera o Código Penal e estabelece pena de homicídio para gestantes que interromperem a gravidez com mais de 22 semanas.

Depois desse período, a prática seria criminalizada com penas que podem chegar a até 20 anos de prisão, mesmo em casos de estupro, o que não acontece hoje.

A pena para o crime de estupro é, atualmente, no máximo, de 10 anos.

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress