Mais de mil reclamações sobre energia elétrica são feitas em 2021 no Amazonas

Mais de mil reclamações sobre energia elétrica são feitas em 2021 no Amazonas

Amazonas Energia lidera o ranking de reclamações no Amazonas. Até novembro do ano passado, mais de 1.400 reclamações sobre o abastecimento e interrupção de energia elétrica foram feitas no Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-AM). Deste número, a maioria virou processo no órgão.

A empresa concessionária de energia elétrica em Manaus, é líder de reclamações no Procon-AM e também na internet é alvo de reclamação da população.

Foto: Reprodução/Amazonas Energia

O autonomo Joel Costa conta que sofreu ano passado com quedas de energia. (ouça)

Mais de 90 mil ações foram feitas em todo ano passado. Neste número, estão inclusos atendimentos, audiências, fiscalizações e atividades de novos setores como o Núcleo de Apoio aos Superendividados do Procon.

A CPI da Energia na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM) deve lançar este ano uma cartilha de orientação contra os abusos das empresas de prestação de água e energia elétrica a ser distribuída aos consumidores de Manaus e do interior, além de divulgar, na primeira reunião em fevereiro, um calendário de ações a ser seguido.

A ouvinte que pede para não ser identificada diz que a falta de luz gerou problemas pra ela. (ouça)

Em nota, a empresa Amazonas Energia diz que são emitidas anualmente mais de 12 milhões de faturas aos clientes. Ao levar em conta o número de clientes que são atendidos na área de concessão da Empresa, o número de reclamações informadas pelo Procon, representa menos de 0,01% dos clientes da empresa com registro de reclamação no órgão.

E diz ainda que com o retorno das atividades presenciais do PROCON, em 12 de abril de 2021, foram realizados 923 acordos com os reclamantes.

A Amazonas Energia que está visando melhor atender os clientes e também inaugurou oito lojas de atendimento distribuídas nos principais pontos da cidade de Manaus, com equipamentos modernos e infraestrutura diferenciada, além do call-center e WhatsApp, 0800 701 3001.

Reportagem: Gabrielle Moura

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email