Mais de 900 profissionais da educação testam positivo para coronavírus, diz Seduc

 Novo balanço revela que 922 profissionais da educação testaram positivo para o coronavírus, 23 dias após volta às aulas na rede pública em Manaus.

Os dados foram divulgados hoje (2) à tarde pela Secretaria de Educação e Desporto. Ao todo, 2.228 trabalhadores tiveram resultado negativo, outros 693  fora do período de transmissão e 229  estão com infecção recente.

Segundo a Seduc, 3.140 servidores foram testados pela Fundação de Vigilância em Saúde do dia 18 de agosto a 1º de setembro.

 A Seduc diz que que não há qualquer evidência científica ou dos órgãos de saúde responsáveis pelo monitoramento da doença no Amazonas que apontem as escolas como um polo de transmissão da doença. 

 Segundo a pasta, as aulas foram retomadas no dia 10 de agosto e, desde então, os índices de morte e contaminação permanecem estáveis, de acordo com o monitoramento da FVS-AM, que é o órgão responsável pelo assunto. 

Os professores contestam a informação. Durante o quadro Exclusiva com Rosiene Carvalho e Thaís Gama na última segunda-feira (31) a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam), Ana Cristina Rodrigues, e a Coordenadora Geral do Sindicato dos Professores e pedagogos do Ensino Público da Educação Básica de Manaus (Asprom) Helma Sampaio, afirmaram que as aulas presencias representam risco à saúde dos profissionais.


Texto: Ricardo Chaves

Foto: Tácio Melo/Secom

compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email