Siga nossas redes sociais

Mais de 40% de obras federais no AM estão paralisadas ou inacabadas

Mais de 40% das obras federais iniciadas no Amazonas estão paralisadas ou

por Clara Toledo Serafini

Mais de 40% das obras federais iniciadas no Amazonas estão paralisadas ou inacabadas. É o que aponta um levantamento do Tribunal de Contas da União (TCU).

O porcentual corresponde a 292 obras de um total de 665 registradas em 2022.

Os dados revelam que já foram investidos R$ 1,3 bilhões nas obras que se encontram paralisadas, sendo 800 milhões em recursos repassados por meio da Caixa Econômica Federal e 300 milhões em obras do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

Entre as obras que estão com o status de inacabadas ou paralisadas estão as obras de modernização e pavimentação da AM-010, orçada em R$ 215 milhões.

Também consta na lista as obras de restauração da BR-319 (de responsabilidade do DNIT) e ainda obras de recuperação estrutural das pontes de acesso, cais e flutuantes de atracação das torres e do Rodway do Porto de Manaus, orçada em R$ 70 milhões. Em junho deste ano, uma das plataformas de embarque do Porto afundou depois que tampas de vedação foram furtadas.

De acordo com o TCU o porcentual de obras públicas paralisadas no país subiu de 29% para 38,5% nos últimos dois anos. O percentual é o maior desde 2018, quando 37,5% dos contratos estavam parados.

Dos mais de 22,5 mil contratos pagos com recursos da União, 8.674 são considerados interrompidos

As obras suspensas em todo o Brasil somam R$ 27,2 bilhões.

Da redação

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress