AO VIVO

Justiça Federal decreta prisão preventiva dos suspeitos de envolvimento nas mortes de Bruno Pereira e Dom Phillips

A Justiça Federal decretou a prisão preventiva dos três presos suspeitos de envolvimento nas mortes do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips, nessa sexta-feira (8).

Jeferson da Silva Lima e os irmãos Amarildo e Oseney da Costa de Oliveira continuam presos por decreto judical. A decisão da Justiça vem após o vencimento do prazo de prisão temporária dos detidos. Na quarta-feira, a Polícia Civil fez o pedido da mudança de regime.

(Foto: Reprodução)

Além disso, a Justiça também decretou a prisão preventiva de “Colômbia”, suspeito de estar envolvido no crime. O homem foi preso na quinta-feira (07) pela Polícia Federal, após apresentar documentos falsos em depoimento.

Depois da prisão, o homem seguiu para a audiência de custódia, encerrada durante a tarde dessa sexta-feira (08) com a decisão da prisão preventiva.

Durante coletiva de imprensa, a PF afirmou ainda que “Colômbia” tem ligações comerciais com Amarildo da Costa, o Pelado. Eles trabalhavam com a venda de peixes na região do Vale do Javari.

Com a prisão de Colômbia, nove pessoas foram identificadas por envolvimento efetivo no crime, sendo quatro prisões e cinco indiciadas pela prática de ocultação de cadáver. Em razão da pena, eles respondem em liberdade.

Da redação

Últimas Notícias