Joabson e Jordana vão responder em liberdade pelo assassinato do sargento Lucas Ramon

Joabson e Jordana vão responder em liberdade pelo assassinato do sargento Lucas Ramon

Os empresários Joabson Agostinho Gomes e Jordana Azevedo Freire respondem em liberdade, após liminar do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Eles são suspeitos de mandar matar o sargento do exército Lucas Ramon Silva Guimarães, crime ocorrido em setembro de 2021.

(Foto: Reprodução/Internet)

Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária, Joabson deixou a unidade do Centro de Detenção Provisório de Manaus (CDPM1) no sábado (19). Já Jordana cumpria prisão domiciliar desde o dia 10 de fevereiro. O STJ já havia concedido um habeas corpus ao casal em novembro de 2021.

O casal agora responde em liberdade pelo processo que investiga a participação deles na morte do sargento do exército Lucas Guimarães. Ele foi atingido por três tiros na cabeça, no momento em que fechava uma cafeteria, no bairro Praça 14. Segundo a polícia, o sargento tinha um caso com Jordana, casada com o empresário. Ao descobrir a traição, Joabson teria mandado matar o sargento.

Da redação