Governo do AM começa a executar plano de distribuição das vacinas contra Covid-19

Com a entrega das primeiras 256 mil doses de vacina contra a Covid-19, do Governo Federal, e mais 50 mil doses do Governo de São Paulo, o Amazonas dará início à execução do Plano Operacional da Campanha de Vacinação. Ao todo, serão 306 mil doses da Coronavac, que serão destinadas a grupos prioritários conforme as diretrizes do Plano Nacional de Imunização (PNI), preconizado pelo Ministério da Saúde (MS).

A operação para execução do plano operacional para distribuição da vacina começou nesta segunda-feira (18), em reunião do Comitê de Resposta Rápida – Enfrentamento da Covid-19, em Manaus. Nesta manhã, o governador Wilson Lima participou da cerimônia de entrega do lote com 256 mil doses entregues pelo MS, em São Paulo. A previsão é que as doses cheguem a Manaus na tarde desta segunda-feira.

O Plano Operacional seguido está publicado no site da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) e segue as diretrizes do Plano Nacional de Imunização (PNI), preconizado pelo MS.

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Marcellus Campêlo, a primeira reunião foi para comunicar os órgãos sobre a quantidade de doses e procedimentos iniciais. “A comunicação foi para passar o número já anunciado de doses e também para que as equipes já comecem a se preparar para uma longa noite de recebimento de vacinas”, explicou.

Ainda devem ser incorporadas novas diretrizes após reunião orientativa com representantes nacionais do PNI na tarde de hoje. “O estado do Amazonas é acostumado a realizar campanha de vacina, e a da Covid-19 vai ser uma das campanhas. Hoje, no final da tarde, chegam as primeiras doses e haverá uma reunião para definir alguns detalhes. Mas a vacina chega hoje”, garantiu.

A prioridade do Governo do Estado, neste momento, é executar a operação logística para que os municípios do interior comecem a aplicação. Na reunião, ficou definido que as Forças Armadas, que já estão em operação para garantir o abastecimento de oxigênio nos hospitais, devem atuar fortemente junto ao executivo estadual para transporte da vacina.

Da redação com informações da assessoria
Foto: Divulgação/Secom

compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email