“Golpe da baluda” continua a fazer vítimas em Manaus e polícia faz alerta neste fim de ano

Reportagem: Álex Ferreira

O “golpe da baluda” segue a fazer vítimas em Manaus e a Polícia Civil faz um alerta neste fim de ano para que a população evite cair nas armadilhas de criminosos. O golpe ocorre quando criminosos oferecem uma recompensa às vítimas após elas encontrarem algum objeto que supostamente foi perdido. A maioria dos suspeitos atua perto de agências bancárias. De acordo com a polícia, o alvo preferido dos estelionatários, são as mulheres e pessoas idosas.

Polícia alerta sobre o “golpe da baluda” que continua a fazer vítimas na capital (Foto: Reprodução)

Genivaldo Santos caiu no golpe da baluda após sacar R$ 2.900,00 do FGTS em um banco, localizado na Avenida Silves, na zona sul de Manaus. Um homem, de boa aparência, deixou cair um pacote de dinheiro e Genivaldo não pensou duas vezes em devolver. Era tudo armação. (Ouça)

A titular do 22º Distrito Integrado de Polícia, delegada Juliana Tuma, disse que os criminosos têm como principal alvo as mulheres e os idosos. (Ouça)

Dona Antônia Borges, de 56 anos, fez o saque de um benefício em uma agência bancária na Praça da Polícia, no Centro de Manaus. O criminoso fingiu ter esquecido uma pasta com documentos e ela o seguiu para devolver material.

Em seguida, o homem insistiu que dona Antônia aceitasse uma recompensa pelo ato honesto, mas ela tinha que deixar a bolsa com ele, enquanto conversaria com o suposto pagador. Ela perdeu mais de R$ 1.800,00. (Ouça)

A delegada Juliana Tuma conta que o golpe da baluda está tipificado no artigo 171 do Código Penal Brasileiro, como crime de estelionato. A pena varia de 1 a 5 anos, e multa. (Ouça)

A Polícia Civil informa que para denunciar o golpe da baluda, a vítima pode procurar qualquer delegacia para registrar o Boletim de Ocorrência (BO). Há também a opção de realizar o BO pela internet, na Delegacia Virtual, no endereço delegaciavirtual.sinesp.gov.br