Funcionários da águas de Manaus denunciam empresa por abusos

Funcionários da Águas de Manaus denunciam abusos e pressão para fazer hora extra sem receber

Acúmulo de função, falta de equipamentos e produtos de proteção, horas a mais sem o devido pagamento, são algumas das dificuldades que os trabalhadores da concessionária Águas de Manaus enfrentam no dia a dia.

Cansados de passar por esses problemas, um grupo de funcionários resolveu denunciar. Um trabalhador, que não quer se identificar, afirma que já tentou conversar com os supervisores, mas ao invés de solução, houve ameaça de demissão.

Sem se identificar, esse trabalhador relata que muitas vezes foi obrigado a fazer hora extra e até a economizar o protetor solar. O trabalhador diz ainda que é sua segurança não é priorizada, uma vez que é obrigado a andar por becos e ruas perigosas.

Outra colaboradora, que terá a identidade preservada, relata que além de fazer o trabalho para o qual foi contratada, realiza outras atividades e não é remunerada. A colaboradora diz que aqueles que não fazem hora extra são considerados preguiçosos pela empresa.

Segundo a advogada trabalhista Penélope Antony Lira, a empresa já responde a diversos processos, que vão desde doenças ocupacionais até verbas rescisórias não pagas.

Procurada pela BandNews Difusora, a empresa Águas de Manaus informou que disponibiliza Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), faz treinamentos e inspeções de segurança para a verificação do uso adequado desses equipamentos.

Sobre os acúmulos de função, a concessionária informa que todas as atividades são desempenhadas conforme descrição de cargo e destaca ainda que possui programas que promovem uma cultura de integridade e observância plena da legislação.

Reportagem: Ricardo Chaves
Foto: Divulgação/Águas de Manaus