Em um ano de enfrentamento à pandemia, pesquisa revela exaustão de profissionais da saúde

O medo de ser infectado e de contaminar parentes fez com que profissionais de saúde mudassem rotinas e adotassem comportamentos que exigem sacrifícios.

Em um ano de enfrentamento à pandemia, os trabalhadores da saúde estão esgotados. É o que revela a pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz.

No Amazonas o cenário da saúde pública viveu o pior momento em janeiro deste ano com a falta de oxigênio

O momento tem relação com a pesquisa que traz o dado de quase 50% entrevistados admitiram excesso de trabalho nesse momento de pandemia. Ouça:

Reportagem: Tawanne Costa
Foto: Reprodução

compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email