Em carta aberta, diretor denuncia novos assaltos no Musa e volta a pedir segurança

Em carta aberta endereçada ao Governo do Amazonas e à Prefeitura de Manaus, o diretor Geral do Museu da Amazônia (Musa), Ennio Candotti, pede providências para mais segurança no local. No documento, o diretor denuncia novos assaltos a frequentadores nas dependências do Musa.

(Foto: Divulgação/Museu da Amazônia)

Segundo Candotti, um homem com uniforme camuflado e armado roubou 24 turistas e visitantes no Musa nesse fim de semana, na zona leste de Manaus. O diretor diz que o assaltante usava máscara, chapéu, roupa do exercito. O criminoso seria o mesmo que assaltou o local em novembro do ano passado, rendendo 20 turistas.

Homem com roupas camufladas assalta frequentadores do Musa (Foto: Divulgação)

Na carta, o diretor ressalta que o Musa é um dos símbolos mais celebrados da fraternidade de Manaus com a floresta amazônica, que curiosos, turistas e manauaras, cientistas e estudantes respiram o ar de floresta, percorrem as trilhas e admiram, deslumbrados, a flora exuberante, as araras e formigas.

Nos últimos meses o local recebeu mil e quatrocentos visitantes em um só dia, segundo a direção.

Ainda da carta, o Candotti afirma que algumas medidas sugeridas pelos Secretários de Segurança do estado e município nos últimos meses tardam a ser implementadas e pede que sejam implementadas com urgência.

O Governo do estado e a Prefeitura de Manaus, ainda, não se manifestaram.

Da redação