Siga nossas redes sociais

Doramas: produções asiáticas ganham cada vez mais espaço entre amazonenses

por Clara Toledo Serafini

 

Por Liandre Coutinho

As produções asiáticas têm ganhado o coração de muitos fãs e entusiastas da cultura de países como Coreia do Sul, Japão e China.

Os chamados “doramas” são obras audiovisuais que tratam de temas variados, com um maior destaque para os romances e dramas, é claro.

Seja nos filmes ou séries, a universitária Gabriela Auzier comenta que a afeição é garantida. (Ouça)

A palavra “dorama” foi reconhecida pela Academia Brasileira de Letras no ano passado, por causa da popularidade do termo no país.

Segundo a Academia, os doramas surgiram no Japão na década de 1950 e então se expandiram para outros países asiáticos.

Por isso, eles possuem características próprias em cada território – e até denominações específicas, como os c-dramas.

Já a universitária Rayssa Maurissandra conta que essa variedade cultural é especial. (Ouça)

A professora da Universidade Federal do Amazonas, Mayane Batista, explica que as produções culturais são estratégicas para promover determinado país – o caso, por exemplo, da “onda coreana”. (Ouça)

Um outro destaque é a qualidade dessas produções.

Os temas variados vão de futuros distópicos a momentos históricos, e em todos a atenção aos detalhes é um ponto-chave.

Quem traz os detalhes é o jornalista e crítico de cinema Gustavo Jordan. (Ouça)

Para os fãs de romance, Pousando no Amor, Hometown Cha Cha Cha, Sorriso Real e Tudo Bem Não Ser Normal são certeiros.

Já aqueles que procuram fontes de boas risadas, as sugestões são Pretendente Surpresa, Backstreet Rookie e Cinderela e os Quatro Cavaleiros.

Por fim, a dica é de doramas diferenciados: Alquimia das Almas e Hae-Ryung, a historiadora.

 

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress