Disputa interna com direção do PSOL influenciou votação final da Bancada Coletiva, diz ativista

Michelle Andrews (PSOL), representante da Bancada Coletiva, que obteve mais de 7 mil votos na disputa para a Câmara de Vereadores de Manaus em 2020, mas não conquistou o mandato devido ao quociente eleitoral, acredita que disputas internas e a falta de compreensão do partido com relação as bandeiras identitárias prejudicou na votação final do projeto.

A declaração foi feita ao quadro Exclusiva desta segunda-feira (7), à colunista de política Rosiene Carvalho:

Segundo a representante da bancada coletiva, também faltou mais recursos:

De acordo com Michelle Andrews, a decisão ou não de permanecer no Partido Socialismo Liberdade (PSOL), vai depender se o partido nacionalmente dará condições para pessoas do norte do Brasil serem protagonistas do pleito eleitoral de 2022:

O quadro Exclusiva é apresentado toda segunda-feira.

A entrevista completa você acessa no link abaixo:

https://www.facebook.com/bandnewsdifusora/videos/420975032420122

compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email