Da capital ao interior do Amazonas, cheia causa estragos, aumenta risco de doenças e faz moradores abandonarem casas

No Amazonas, as cheias começam a impactar a vida dos moradores e causar os primeiros estragos.

De acordo com o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), a previsão é de que a cheia deste ano no Rio Negro esteja entre as maiores já registradas nos últimos anos.

A expectativa é que a cota máxima alcance 30,35m. Com isso, pode ser a maior dos últimos 119 anos. Ouça:

Reportagem: Ricardo Chaves
Foto: Patryck Vieira / Bandnews Difusora

compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email