Comissão do Senado que investiga mortes de Dom e Bruno vai ouvir Ministro e lideranças indígenas

Comissão do Senado que investiga mortes de Dom e Bruno vai ouvir Ministro e lideranças indígenas

A Comissão Temporária sobre a Criminalidade na Região Norte, criada para investigar as mortes do jornalista inglês Dom Phillips e do indigenista Bruno Araújo, vai ouvir o ministro da Justiça, Anderson Torres, e representantes da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja). As oitivas vão ocorrer nesta quarta-feira (22) em conjunto com a Comissão de Direitos Humanos.

(Foto: Reprodução/Internet)

O autor do requerimento de criação, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), presidente do colegiado, afirma que a comissão temporária deve investigar também o aumento dos casos de violência na Amazônia e omissões na proteção de ativistas ambientais. (Ouça)

O assassinato de Bruno e Dom Phillips continua repercutindo entre diversas entidades e órgãos. Na próxima quinta-feira (23), uma greve convocada por servidores da Funai deve ocorrer em todos os estados do país e no Distrito Federal.

Até o momento, três pessoas foram presas, entre elas Amarildo e Oseney Oliveira, que confessaram ter assassinado Bruno Pereira e Dom Phillips. As investigações continuam e os envolvimentos de outras pessoas nos crimes foram confirmados pelo Comitê de Crise criado para apurar o caso.

Da redação