Com a pandemia ainda em curso e com o Estado beirando a crise, os vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovaram a construção de um segundo prédio anexo, no valor de R$ 32 milhões, e o aluguel mensal de picapes para as Comissões Técnicas Permanentes. A obra, segundo o colunista da BandNews Difusora, Orlando Câmara, é completamente desnecessária neste momento, uma vez que a capital precisaria ter um crescimento populacional de ao menos 1,5 milhões de pessoas para que um prédio anexo, com gabinetes de dez novos vereadores, seja preciso. Entre atuações negativas, poucos parlamentares vão na contramão dessas ações e destacam-se por conta disso.

Confira análise de Orlando Câmara:

Da redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *