AM: Questões religiosas contribuem para baixa cobertura vacinal contra covid em Amaturá

AM: Questões religiosas contribuem para baixa cobertura vacinal contra covid em Amaturá

Reportagem: Tawanne Costa
(Foto: Divulgação/Lucas Silva/Secom)

A baixa cobertura vacinal contra covid-19 dos amazonenses tem preocupado as autoridades de saúde. Em pelos menos 35 municípios a vacinação está em menos de 50%. Em Amaturá, por exemplo, apenas 31% da população tomou a primeira dose de vacina contra a doença. Isso significa que de mais de 11 mil habitantes que vivem no município, apenas pouco mais de 3 mil pessoas tomaram a dose inicial.

Kaio Anderson é morador do município e relata que a influência religiosa é um dos motivos. (Ouça)

Segundo o representante da Fundação de Vigilância do município, Bruno Firmino, além da influência religiosa, a dificuldade de atualização de dados por causa da internet tem colocado o município nesta situação. Ele conta que em um das comunidades, mais de 200 pessoas rejeitaram a vacina. (Ouça)

Em todo estado, já está valendo a desobrigação do uso de máscaras em espaços abertos. Para o infectologista, Nelson Barbosa, ainda é preciso cautela quanto a proteção facial. Ele alerta para o risco do surgimento de uma nova variante se a imunização não avança. (Ouça)

Segundo os dados do município de Amaturá repassados à BandNews Difusora, até a ultima atualização a cidade já estava com pouco mais de 6 mil imunizados. A pasta de saúde diz que tem atuado diretamente com a população para reforçar o esquema vacinal.