É realizada neste domingo uma ação emergencial para a retirada de botos ainda vivos do lago Tefé, no interior do Amazonas. O local é onde foram encontrados mortos, nos últimos sete dias, mais de 100 mamíferos aquáticos das espécies vermelho e tucuxi.

A ação é uma parceria da prefeitura de Tefé, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e Defesa Civil do Amazonas.

O ICMBio, enviou equipes para apurar o que causou as mortes dos animais. Há indícios de que o calor e o baixo nível das águas, devido à seca histórica dos rios, sejam as causas.

Protocolos sanitários de destinação das carcaças encontradas são realizados também.

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá lançou um alerta à população que mora nas proximidades do Lago Tefé para evitar o contato com as águas do lago e o uso recreativo. Segundo o Mamirauá, em alguns pontos do lago a temperatura está ultrapassando a marca dos 39°.

A coordenadora do Grupo de Pesquisa em Mamíferos Aquáticos Amazônicos do Mamirauá, Miriam Marmontel, disse que esses animais acabam atuando como sentinelas da qualidade da água e são os primeiros a ser afetados com mudanças provocadas no ambiente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *