Saneamento: a realidade por trás dos números no Amazonas

O Amazonas segue entre os estados com o pior índice de acesso ao saneamento básico.

Mais de 2,5 milhões de pessoas vivem sem os serviços de água tratada e coleta de esgoto. Os dados foram divulgados na semana passada no estudo Painel Saneamento Brasil, do Instituto Trata Brasil.

O município de Careiro da Várzea, no interior do Amazonas, tem 95% da população sem acesso a água tratada.

Já a parcela sem coleta de esgoto é de 100%. O município tem pouco mais de 30 mil habitantes. Ouça:

Reportagem: Alex Ferreira
Foto: Reprodução/ACRIMA

compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email