Pesquisa revela que o coronavírus pode sobreviver quase um mês em telas de celulares e notas de dinheiro

Pesquisadores da Agência Nacional de Ciência da Austrália (CSIRO) descobrem que o SARS-CoV-2, o vírus responsável pela Covid-19, pode sobreviver por até 28 dias em superfícies comuns, incluindo o vidro encontrado em telas de telefones celulares.

A pesquisa, divulgada nesta semana pelo o Centro Australiano de Preparação para Doenças (ACDP) em Geelong, cidade do estado de Victoria, descobriu que a 20 graus Celsius, que é uma temperatura ambiente, aumenta significativamente o tempo de sobrevivência do vírus em superfícies lisas, como ainda os cartões plásticos e notas de dinheiro.

Isso ocorre por se tratarem de regiões com temperaturas mais baixas, e principalmente, de alto contato. Ouça:

Reportagem: Guilherme Guedes
Foto: Reprodução/Shutterstock

compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email