Comissão aprova parecer que pede arquivamento do impeachment de Wilson e Carlos Almeida

Os deputados estaduais que fazem parte da Comissão Especial que analisa o impeachment do governador do Amazonas, Wilson Lima, e do vice, Carlos Almeida, votaram a favor do relatório que pede o arquivamento do processo. A decisão foi divulgada no início da tarde desta sexta-feira (31) pela presidente da Comissão, deputada Alessandra Campêlo, que faz parte da bancada governista.

Ao todo, dez deputados votaram com o relator do caso, deputado Dr. Gomes, que pediu o arquivamento da denúncia. Segundo o parlamentar. que é da base do governo, a denúncia se presta a criticar a atual gestão e as decisões políticas, sem apontar como que tais supostas circunstâncias poderiam ser caracterizadas, mesmo que em tese, como crimes de responsabilidade.

Na votação quatro deputados se abstiveram e único parlamentar a votar contra o arquivamento foi Wilker Barreto. O voto do deputado Sinésio Campos não foi computado, pois o parlamentar não estava conectado na plataforma online.

O parecer aprovado na Comissão será apresentado na próxima terça-feira (3) e após a leitura o documento será publicado.

Rito

Em até 48 horas após a publicação, o documento será incluído na Ordem do Dia e discutido em Plenário. Cinco representantes de cada partido ou bloco partidário poderão falar, durante uma hora, sobre o parecer.

Após a discussão e votação nominal aberta, o processo poderá ser arquivado ou recebido. O quórum para deliberação é de maioria simples.O pedido de impeachment foi feito em abril pelo Sindicato dos Médicos do Amazonas que alega má aplicação de recursos públicos durante a pandemia de Covid-19.

O processo ocorre em meio às investigações feitas pela Polícia Federal que apura se houve superfaturamento na compra de 28 respiradores para atender as vítimas do coronavírus no estado com valor de quase 3 milhões de reais. O governador Wilson Lima chegou a ser alvo da operação Sangria da Polícia Federal há um mês. Ele nega irregularidades.

Da redação
Foto: Divulgação/Secom

compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email