Comunidade médica e científica reage a decisão da Justiça de liberar funcionamento de estabelecimentos comerciais

Mesmo em desacordo com decretos do estado e de Manaus, a Justiça do Amazonas concede liminar favorável pela reabertura de salão de beleza.

A decisão, leva em consideração, o decreto do Governo Federal que inclui salões de beleza como atividade essencial.

Na avaliação de especialistas, medidas que avaliem a reabertura de atividades comerciais devem ser tomadas levando em consideração as orientação dos órgãos de saúde e obedecendo as medidas restritivas, para que não ocorra um novo pico da Covid-19 no estado. Ouça o boletim na íntegra:

Reportagem: Ricardo Chaves
Foto: Reprodução/TJAM

compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email