“Notícias falsas”, diz Adail Filho sobre investigação que apura corrupção em Coari

O prefeito de Coari, Adail Filho, chama de “fake news” a informação do Ministério Público (MP-AM) que aponta fraudes no valor de R$ 100 milhões em licitações. Essa é a primeira manifestação após ficar oito dias preso. 

O político foi alvo da operação Patrínus. Ele chegou a ser preso, porém uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) colocou o prefeito em liberdade. “Esse tipo de irresponsabilidade em divulgar notícias falsas sobre Coari é um terreno fértil para aproveitadores”, afirma.  

Na internet, Adail Filho disse que vai procurar meios legais para se defender. Ouça:

O caso

Segundo o MP-AM há fortes indícios da prática dos delitos previstos nos artigos 298 (falsificação de documento particular), 299 do Código Penal (falsidade ideológica), 319 (prevaricação) e 333 (corrupção ativa), pela apresentação de atestados de capacidade técnica falsos em pregões.

Da redação  com informações de assessorias

Foto: divulgação 


compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email