Justiça não acata pedido do Ministério Público para enumerar ingressos da final da série D

Justiça do Amazonas, não acata pedido do Ministério Público do Amazonas para enumerar cadeiras para o jogo de domingo, do Manaus FC contra o Brusque de Santa Catarina, válido pela final do campeonato brasileiro de futebol da série D.

Segundo ação civil pública, ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Amazonas, o Manaus Futebol Clube desde a segunda fase da competição, tem mandado seus jogos na Arena da Amazônia, sem disponibilizar assentos numerados aos consumidores, o que tem causado incômodo a número de torcedores.

Na decisão, A juíza Mônica Cristina Raposo, fala que não é fazer o recolhimento dos ingressos a menos de quatro dias do jogo e emissão de bilhetes numerados, porque traria prejuízos aos consumidores.

Contudo, nos próximos jogos, qualquer que seja o mandante na Arena da Amazônia, a partir do dia 18 de agosto, terá que vender os ingressos com os assentos enumerados.

Reportagem: Patryck Vieira
Foto: Reprodução

compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email