Manaus registra o primeiro caso de registro de dois pais em uma certidão de nascimento

Em Manaus, uma família procurou a Defensoria Pública para fazer um acordo na justiça para reconhecimento de paternidade socioafetiva para incluir o nome do pai socioafetivo no registro da criança sem excluir o do pai biológico.

A possibilidade judicial aprovada pelo Conselho Nacional de Justiça, mantém o os mesmos direitos e deveres tanto do pai biológico quanto o socioafetivo.

A permissão jurídica permite desde o registro de nascimento até os direitos auxiliares como herança e pensão. Ouça o boletim na íntegra:

Reportagem: Allan Viana
Foto: Reprodução/Internet

compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email