Quatro em cada dez consumidores que começaram o mês com o CPF inscrito na lista de inadimplentes devem até 500 reais

É o que aponta uma pesquisa feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Segundo o levantamento, considerando somente as contas de serviços básicos como água e luz, houve um crescimento de 16,3 por cento no volume de atrasos em julho na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Em segundo lugar aparecem as dívidas bancárias, como cartão de crédito, cheque especial, empréstimos e financiamentos, que avançaram 2,25 por cento na mesma base de comparação.

Já entre os mais jovens, o movimento é inverso: queda de 22,14 por cento na quantidade de inadimplentes entre 18 e 24 anos, e 9,28 por cento entre a faixa etária de 25 a 29 anos.

Da redação

Foto: Reprodução/Internet

compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email