Com obras retomadas após dois anos, Hospital do Sangue irá evitar superlotação

A construção do Hospital do Sangue é aguardada por profissionais da saúde e pacientes que sofrem de doenças no sangue, que muitas vezes são graves.

As obras da estrutura orçada em quase 50 milhões de reais iniciaram em 2014, mas foram interrompidas em 2016 por causa da crise econômica. E desde lá, foram esquecidas pelo poder público.

Somente neste ano, as obras foram retomadas e chegam a 40 por cento da conclusão.

A expectativa é que pacientes com leucemia que precisem de transplantes medula óssea não sejam deslocados para outro estado. Ouça o boletim na íntegra:

Reportagem: Maurício Max

Foto: Reprodução/Internet

compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email