16 de junho de 2019 13:40

“Juízes conversam com procuradores, é normal”, diz Moro sobre vazamentos da Lava Jato

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, minimiza o vazamento de conversas dele com os procuradores da força-tarefa em Curitiba, em que discutem formas de inviabilizar uma entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à colunista da Folha de S.Paulo e da BandNews FM, Mônica Bergamo, autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

De acordo com Moro, conversas entre juízes e procuradores são normais. Ouça:

Em evento do Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Justiça, Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária, Moro disse que veio ao Amazonas para tratar de assuntos relacionados ao estado.

Após responder sobre o vazamento da conversa, o ministro abandonou a coletiva.

A visita em Manaus foi primeira agenda pública de Sérgio Moro após o site Intercept Brasil revelar no domingo (9) mensagens privadas e de grupos da força-tarefa no aplicativo Telegram.

Moro minimiza vazamentos de conversas na Lava Jato. Foto: Joel Arthus/Aleam

Presídios

Sobre a situação do sistema carcerário no Amazonas, Moro afirmou que o estado precisa contratar agentes penitenciários. Há três semanas quatro presídios do Amazonas foram palco de massacres que deixaram 55 presos mortos

O governador Wilson Lima (PSC) disse rebateu as críticas sobre a crise nos presídios e afirmou que o Estado agiu para prevenir mais mortes. “As forças de segurança chegaram após três minutos nos presídios”, disse.

Texto: Daniel Jordano

Foto: Jimmy Christian e Joel Arthus/Aleam

compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email